Saiba escolher seu monitor de áudio

 

O tão conhecido monitor de áudio ou monitor de referência não é uma caixa de som comum e aqui vamos te explicar o por quê. Além de claro, mostrar tudo o que você precisa saber antes de comprar o melhor monitor de áudio pra você e um monitor de áudio barato. Mas antes de mais nada, você sabe para que serve um monitor de áudio? Não? então chega de enrolação!

 

Os monitores de áudio são dispositivos amplamente utilizados por produtores musicais em geral, como o próprio nome sugere, ele serve como uma referência sonora de reprodução de qualquer áudio. Sua principal característica é a fidelidade com o áudio original e suas determinadas frequências, sem ganho ou perda. A gravação de um monitor de áudio é o mais próximo que você vai chegar do som originalmente gravado em estúdio e só quem é um produtor musical sabe que isso é imprescindível para fazer música. Sem qualquer acréscimo de equalização indesejada. 

 

Está aí a principal diferença de um monitor de áudio em relação a qualquer outra caixa de som mais comum por aí. As caixas de som que utilizamos, sem pretensão profissional, geralmente vêm acompanhadas de alguns ajustes e pré-definições que não são bem-vindas na hora de produzir música, mas que dão conta do cotidiano para ouvir aquela música que estamos a fim. É por isso que, em geral, os monitores de áudio ou monitores de referência são mais caros do que as caixas de som comuns. 

 

O monitor de áudio não é só um equipamento importante para os profissionais na música, mas sim, indispensável. E é claro que, como qualquer equipamento, há monitores de áudio que estão entre os queridinhos dos produtores musicais mais experientes do mercado, são eles, o monitor de áudio Behringer, monitor de áudio Yamaha e monitor de áudio KRK

 

Monitor de áudio custo-benefício

Antes de investir em qualquer equipamento para seu home-estúdio é interessante pensar no custo-benefício dele para não jogar dinheiro fora, certo?! Talvez você seja uma daquelas pessoas que já tem preguiça só em pensar nisso, mas não se preocupe, eu vou te dar tudo mastigado, mas não vai se acostumando, em?! Segue abaixo uma lista completa de monitor de áudio com bons custo-benefícios, bons não, ótimos! Desculpe a falta de modéstia...

  1. Monitor de áudio KRK RP5 G4

Lançado em 2019, o monitor de referência ROKIT 5 é o menor monitor de áudio dos 4 modelos dessa geração, com 5 polegadas. Monitores com alto falantes desse tamanho é o ideal para salas de tamanhos mais reduzidos. Possui uma ótima relação custo benefício, custando em média, pouco mais de mil reais e realizando um ótimo som em qualquer frequência. Sua resposta de frequência é de 43 Hz - 40 Hz, o que significa uma boa propagação das frequências. O limitador de parede embutido evita que você danifique seus alto falantes, aumentando a vida útil do seu equipamento.

 

O design e os materiais utilizados dessa linha foram modificados em relação a geração anterior de forma estratégica, para ser ao mesmo tempo resistente e sofisticado. As almofadas de isolamento desse monitor possui alta densidade para que a transmissão das vibrações sejam mínimas, resultando em um som mais limpo e claro.

 

  1. Monitor de áudio Yamaha HS8T

Como qualquer equipamento Yamaha, o monitor de áudio Yamaha HS8T é exemplo de qualidade e precisão. Esse modelo em especial é o maior da marca, seu design com alto-falantes brancos e clássicos são um dos destaques deste equipamento em relação a outros, mas não podemos deixar de falar da sua capacidade sonora e claro, do sua relação custo-benefício. Ele possui um sistema de parafusos e um anel de montagem especialmente desenhado para eliminar vibrações e ressonâncias indesejadas permitindo que os monitores entreguem seu potencial máximo.

Gostou? Calma que ainda não acabou. Outra característica que aumenta o desempenho do sistema é um ímã selecionado para produzir resposta de baixa frequência com precisão.

 

Seu tweeter emprega ao design avançado uma curva suave para minimizar perdas, assim mais detalhes nas altas frequências vão chegar aos seus ouvidos. Além disso, a espessura do tweeter também minimiza ressonância que pode interferir com a inteligibilidade dos agudos. O resultado geral é uma resposta extraordinariamente suave e precisa ao longo do espectro auditivo. Nada mal, né?

 

  1. Monitor de áudio Behringer Truth B2031A

Você está familiarizado com os equipamentos da marca Behringer? Se não, bom, eu preciso te contar que ela é a marca referência quando o assunto é qualidade e preço justo. Não estou puxando sardinha, essa é apenas a qualidade e eu vou te explicar por quê. O modelo de monitor de áudio Behringer Truth B2031A é o sucessor consideravelmente melhorado do equipamento best-selling B2031.

 

Se trata de um monitor de áudio ativo para estúdio de 2 vias com entradas TRS de 1/4" e XLR que resultam em um som fiel, original, natural, potente com uma impressionante resposta de frequência flat de 50 Hz - 21k Hz e amplificadores de 150 e 75 Watts de potência. Custando pouco mais de 2 mil reais. Isso é que eu chamo de custo benefício.

 

Você ainda não sabe como escolher um monitor de áudio? Tudo bem, aqui vai mais algumas dicas. Mais para frente vamos te dar uma dica valiosa de como utilizar, da melhor forma, seu monitor de áudio, continue lendo.

 

Monitor de áudio, como escolher?

Para escolher seu monitor de áudio, você precisa levar em consideração o tamanho da sala e o orçamento que você tem para gastar. Para lugares menores, escolha monitores com alto-falantes menores, e vice-versa. Monitores de referência melhores são, em geral, mais caros. Mas eles também são mais difíceis de revender. É importante destacar que nenhum monitor de áudio é perfeito. O monitor de referência que trabalha bem em uma sala pode não trabalhar tão bem em outra. É por isso que as opções de ajustes que os monitores de áudio possuem são tão importantes.

 

Além disso, é interessante pensar na quantidade de vias necessárias. Mas para que serve isso? Bom, “via” corresponde, basicamente, a cada alto falante presente em um monitor de áudio. O número de vias equivalem a divisão de sinais da música em um circuito de som, podendo assim, existir monitor de áudio de mono, bi ou tri-amplificado. Não se engane, o maior número de vias não quer dizer que o monitor de referência é melhor ou pior que outro, fique atento a isso. 

 

Outra característica importante presente em um monitor de áudio é se ele é ativo ou passivo. O monitor de áudio do tipo ativo possui potência própria, basta ligar o equipamento à tomada. Já os monitores de áudio passivos necessitam, por sua vez, de um amplificador de som para funcionar (há monitor de áudio que já acompanha tal equipamento, mas vale a pena se atentar a isso também, não custa nada né?!). 

 

O que a potência de um monitor de áudio diz sobre o equipamento? Mesmo não sendo uma característica determinante para o investimento de um monitor de áudio, a potência do aparelho também é um ponto a ser levado em consideração na hora da escolher o monitor de áudio ideal. Basicamente, quanto a maior potência de um monitor de referência, mais “alto” será o som reproduzido, por outro lado, a potência nada tem a ver com a qualidade do equipamento, então, cuidado. 

 

Agora que você já sabe como escolher um monitor de áudio, fique ligado nessa dica de ouro que vou te dar! Não precisa me agradecer, ok?!

 

Como posicionar seu monitor de referência

Você provavelmente já sabe que o posicionamento do seu monitor de áudio importa muito na hora de fazer sua mixagem. Só comprar um bom par de monitores de referência não é a única coisa que você precisa fazer, mas calma que vou te ajudar. 

 

Para que você consiga trabalhar de forma mais precisa com um mix de qualidade, eles precisam estar posicionados em um lugar estratégico. Mas qual? Bom, cada centímetro conta na hora de posicionar seu monitor de áudio. O lugar onde ele fica interfere no som que será reproduzido.

 

As altas frequências são bastante direcionais, por isso os monitores de áudio precisam estar na mesma altura que você, caso não seja possível, direcione os monitores de referência na sua direção e não para frente: isso vai resultar em uma imagem estéreo mais clara.

 

Forme um triângulo equilátero (lados iguais) entre os monitores e entre você (mais precisamente nos seus ouvidos). Em geral, os monitores de áudio podem ficar tanto horizontalmente como verticalmente. Se um monitor de referência não pode ficar deitado, o fabricante deixa especificado no manual.

 

No momento das instalação você também vai precisar se preocupar com a acústica do ambiente que você for usar seu monitor de áudio. O isolamento acústico pode ser tanto de dentro para fora, como de fora para dentro, qualquer um já é suficiente.

 

O tamanho da sua sala é outra coisa que interfere diretamente na reprodução das frequências do mix. Você precisa dar atenção, observar e tratar a forma como os graves se comportam dentro de uma sala desse tamanho. Parece difícil falando assim, mas na prática não é tanto, e o tempo de experiência vai facilitar tudo.

 

Quanto menor o tamanho da sala, mais o grave se multiplica, principalmente nas quinas. E quando isso acontece, as alternativas de tratamento do som são mínimas, principalmente quando se trata do grave.

 

É melhor utilizar monitores de áudio com alto falantes menores se o lugar que você tem é pequeno, em uma sala de 2,5m por 3m por exemplo. Quanto maior o alto falante, mais o tom desce, ou seja, maior vai ser os tons de grave e subgrave que ele vai reproduzir. Isso pode variar um pouco dependendo da marca dos monitores e como ele foi construído, mas em geral, essa é a regra.

 

Dicas práticas de posicionamento:

 

1. Meça a distância do meio do alto falante de um monitor de áudio até o meio do alto falante do outro. É nessa distância que você deverá ficar. Use o mesmo ponto de referência para medir. Se a distância de um monitor para outro for 1 metro, deverá ter 1 metro a distância dos monitores até cada um de seus ouvidos.

 

2. Evite que o monitor de áudio esteja muito próximo da parede. Isso vai ajudar a evitar reflexões primárias, para que não haja nem anulações ou aumento de frequências.

 

3. Tente dar preferência a pedestais ou pads de isolamento para apoiar os monitores. Mas se não for o caso, utilize uma borracha ou esponja para que os monitores não fiquem direto no móvel. A distância do monitor no móvel pode ser bem pequena, isso não interfere. O que vai interferir é a densidade da borracha ou esponja que você for utilizar. Ela precisa ter densidade o suficiente para deformar com o peso do monitor mas não completamente. Não macio demais para ficar instável e não duro demais para transferir mecanicamente as vibrações dele para o móvel. Assim o móvel transmite as vibrações para frente e novamente pode haver um mascaramento, cancelamento ou reforço de algumas frequências, adicionando à música, o som do móvel.

 

4. Sobre a distância do monitor de áudio para a parede, um lado precisa ser igual ao outro.

 

Mas afinal, devo ou não investir em um monitor de áudio? Essa pergunta é fácil de responder. Você precisa de um monitor para trabalho? Você produz música? Edita, trata ou modifica acusticamente um projeto? Então sim, você precisa de um monitor de áudio, as caixas de som tradicionais não vão dar conta do que você precisa. 

 

Sem uma saída de som precisa e fiel, sem equalizações e distorções indesejadas, o trabalho de edição de som fica totalmente comprometida. Não dá para fugir, se você quer que seu trabalho seja bom o suficiente, o monitor de áudio vai te ajudar a chegar lá. 

 

Agora que você já sabe tudo sobre monitor de áudio, se divirta na nossa ampla lista de monitores de referência ao lado e escolha o melhor para você!

 
Galeria
Lista
Mostrando 59 Produtos em 2 páginas
Comparar Produto
    Mostrando 59 Produtos em 2 páginas
    Comparar Produto

    visitados Reveja os itens que você visitou!

    Newsletter

    Cadastre-se para receber
    novidades e promoções exclusivas